Archive for abril, 2016

Post

Este fim-de-semana, todos os caminhos vão dar às montanhas (da Madeira)

In Madeira,NEWCO on abril 22, 2016 by NEWCO

Miut1 miut2

Na NEWCO, não somos apenas profissionais a dar o seu melhor em cada uma das suas áreas de trabalho. Somos pessoas com paixões, sonhos, ambições…

Este fim-de-semana alguns dos nossos colegas vão dar asas à sua ambição e desafiar todos os seus limites, numa prova apaixonante tanto para quem participa como para quem acompanha.

Como explicámos num post anterior, o Madeira Ultra Trail Running (MIUT) é a prova rainha do trail running em Portugal e integra o restrito circuito do UTWT – Ultra Trail World Tour. Este ano contará com mais de 2000 participantes, de 38 nacionalidades diferentes: pessoas com idades, personalidades e vivências completamente diferentes, que vão partilhar a sua paixão pela corrida e pela montanha à medida dos seus respetivos objetivos. Entre eles, três atletas da NEWCO:

Frederico Gouveia e Silva /MIUT 115 km – Peitoral 182. Partida do Porto Moniz às 00:00 de 23/04

André Gouveia e Silva /Marathon 43 km – Peitoral 2379. Partida do Chão da Lagoa às 10:00 de 23/04

Patrícia Vasconcelos /Mini 17 km – Peitoral 3198. Partida do Porto da Cruz às 12.00 de 23/04

Este fim-de-semana, todos os caminhos vão das às montanhas da Madeira. Acompanhe os nossos atletas no nosso facebook, ao vivo ou online em: http://apus.uma.pt/trail/#/event/23/summary?embed

    Comentários desativados em Este fim-de-semana, todos os caminhos vão dar às montanhas (da Madeira)

    Post

    Gravação do webinar Fundações em Malta

    In Foundations,Malta,NEWCO,Tax planning on abril 22, 2016 by NEWCO

    Blog_Fundacoes_Malta

    Já está disponível a gravação do nosso webinar Fundações em Malta.

    Malta oferece a possibilidade de criar fundações que, comparativamente aos trusts, têm a vantagem de ter personalidade jurídica e de ser um conceito amplamente aceite e reconhecido em países com sistema legal romano. Neste webinar, Frederico Gouveia e Silva explicou as vantagens das Fundações em Malta, nomeadamente em termos de gestão de património e proteção de ativos, e apresentou:

    – Em que consistem as Fundações em Malta
    – Fins ou propósitos
    – Regime fiscal

    Veja aqui a gravação.

      Comentários desativados em Gravação do webinar Fundações em Malta

      Post

      Dentro de 2 semanas, a NEWCO estará no MIUT (Madeira Island Ultra Trail)!

      In Madeira,NEWCO on abril 9, 2016 by NEWCO Tagged: , , , , ,

      madeira-103243_1280

      A 23 de Abril decorrerá na Madeira o MIUT, uma prova do restrito circuito do UTWT – Ultra Trail World Tour,  que contará com mais de 2000 participantes, de 38 nacionalidades diferentes. E nós estaremos lá.

      Dentro de 2 semanas decorrerá na Madeira a 8ª edição do MIUT – Madeira Island Ultra Trail , em que a NEWCO estará presente com uma equipa que participará em 3 das 4 provas do evento (115 km/7000D+, 43km/1100D+, 16 km/350D+).

      Sempre valorizámos a prática de desporto, por acreditarmos nos seus benefícios em termos físicos e intelectuais. Mas o trail running, em particular, é um dos desportos que melhor se enquadra na nossa política de gestão interna e de responsabilidade social.

      Para a Madeira, onde a NEWCO nasceu e cresceu, consideramos que o trail running é um dos melhores cartazes turísticos e uma das melhores formas de valorizar e preservar o que a ilha tem de único: a sua natureza.

      Para a nossa equipa, é uma excelente formação em gestão pessoal e liderança. Porque permite a cada um de nós escolher a prova que mais se adequa às suas capacidades e nível de desafio pretendido. E porque sozinhos, nas montanhas, não fazemos apenas exercício físico. Atrevemo-nos a sonhar, ultrapassamos todos os nossos limites, aprendemos a gerir o cansaço, o desânimo e o stress, a controlar as nossas emoções e a desvalorizar o superficial. Aprendemos a lidar com o fracasso e a ganhar coragem para mudar o que tem de ser mudado e recomeçar. Aprendemos a respeitar os outros, a recuperar forças com a sua ajuda e a apoiar quando precisam de nós. Aprendemos a ouvir o nosso corpo, a perceber os sinais que nos vai dando e a melhor forma de os calar. E aprendemos a ir ao fundo de nós próprios para relembrarmos, vezes e vezes sem conta, porque é que estamos ali.

      E esse, é o espírito que melhor carateriza o que queremos para a NEWCO. É essa a atitude que nos permite estar sempre a repensar, a querer ir mais longe e fazer melhor.

      O MIUT integra o restrito circuito do UTWT – Ultra Trail World Tour. Em 2016 contará com mais de 2000 participantes, de 38 nacionalidades diferentes.

      Para compreender um pouco melhor a nossa paixão pelo trail running e porque apoiamos o MIUT, veja este video.

      Para perceber o desafio que a nossa equipa enfrentará dentro de 2 semanas, veja este video.

      Para acompanhar e apoiar os diferentes participantes da equipa da NEWCO, siga-nos no facebook.

       

      Comentários desativados em Dentro de 2 semanas, a NEWCO estará no MIUT (Madeira Island Ultra Trail)!

      Post

      Novo webinar: Fundações em Malta

      In Foundations,International tax planning,Malta,NEWCO,Tax planning on abril 8, 2016 by NEWCO Tagged: , ,

      Blog_Fundacoes_Malta

      Quinta-feira, 21 de Abril de 2016
      15:00 – 15:30

      Malta oferece a possibilidade de criar fundações que, comparativamente aos trusts, têm a vantagem de ter personalidade jurídica e de ser um conceito amplamente aceite e reconhecido em países com sistema legal romano.

      Uma Fundação em Malta não pode exercer diretamente uma atividade comercial, mas pode deter participações sociais, propriedade industrial, franquias ou outros ativos que gerem rendimentos, tal como um navio, desde que seja a proprietária passiva dos mesmos. Pode também ser utilizada como um veículo para securitização de uma transação e conceder empréstimos contra a emissão de obrigações, ou ser usada como um veículo de investimento coletivo, ainda que sujeita a licenciamento ou autorização, com a emissão de unidades aos investidores e detendo passivamente um conjunto comum de ativos, delegando a sua gestão a um terceiro.

      Assim, uma Fundação em Malta oferece segurança e flexibilidade, na União Europeia, tudo dentro de um ambiente regulado, altamente atrativo e com custos substancialmente mais baixos comparativamente com outras jurisdições. No nosso próximo webinar, explicaremos melhor as vantagens das Fundações em Malta, nomeadamente em termos de gestão de património e proteção de ativos.

      Inscreva-se para saber mais sobre:

      • Em que consistem as Fundações em Malta;
      • Fins ou propósitos;
      • Regime fiscal.

      Registe-se aqui.

        Comentários desativados em Novo webinar: Fundações em Malta

        t

        3 atributos dos paraísos fiscais (que Madeira e Malta não têm)

        In EU Directives,International tax planning,Madeira,Malta,Portugal,Tax incentives,Tax planning on abril 5, 2016 by NEWCO Tagged: , , , , , ,

        palm-trees-984508_1280

        De cada vez que alguma jurisdição offshore dispara para as capas do jornal, repete-se o mesmo cenário: na imprensa, nas redes sociais, em conversas de café, o planeamento fiscal confunde-se com evasão fiscal, os benefícios fiscais tornam-se armas de corrupção e qualquer regime fiscal privilegiado é automaticamente catalogado de “offshore”.

        Enquanto corporate services provider a trabalhar há mais de 25 anos em jurisdições fiscalmente competitivas, uma das nossas tarefas recorrentes durante muitos anos passou por explicar a potenciais clientes as principais diferenças entre as jurisdições offshore e regimes fiscais privilegiados como os de Madeira ou Malta.

        Existem várias diferenças, mas na prática podemos reduzir a 3 os principais elementos que caraterizam uma jurisdição offshore:

        • Opacidade: existe na maior parte das jurisdições offshore uma cultura de segredo e sigilo, não só em termos de informações financeiras como da própria identidade dos acionistas e últimos beneficiários das empresas que aí são constituídas. Este tem sido um dos principais pontos de ataque por parte do Fórum da OCDE sobre transparência e trocas de informações, que tem tido um papel fulcral no combate às práticas fiscais concorrenciais prejudiciais, conforme explicámos aqui. Pelo contrário, tanto a Madeira como Malta sempre estiveram sujeitas e cumpriram todas as orientações comunitárias e da OCDE em termos de transparência e trocas de informações, nunca tendo sido qualificadas como paraísos fiscais ou regiões offshore por estes organismos.
        • Isenção fiscal: em regra, nas jurisdições offshore não são cobrados quaisquer tipos de impostos. As empresas pagam taxas de registo e de manutenção, mas beneficiam de isenção total de impostos sobre os seus rendimentos e os dos seus acionistas. Na Madeira e em Malta, pelo contrário, as empresas são entidades sujeitas a imposto, beneficiando contudo de taxas reduzidas de imposto sobre alguns rendimentos ou de determinadas isenções, previamente negociadas com a Comissão Europeia e atribuídas de forma não seletiva. É curioso, aliás, notar o contributo dos impostos pagos por essas empresas nas receitas fiscais globais destas duas jurisdições.
        • Desregulamentação: na maioria das jurisdições offshore as empresas não têm de manter contabilidade organizada nem de apresentar contas anuais. Não estão sujeitas ao enquadramento legislativo ou regulamentar desse país, ou é-lhes aplicada legislação específica e, tendencialmente, o menos onerosa possível. Passa-se exatamente o oposto na Madeira e em Malta: as empresas que beneficiam dos seus regimes fiscais privilegiados estão plenamente integradas no ordenamento jurídico interno e comunitário, são supervisionadas pelas autoridades regulamentares nacionais e estão sujeitas a todas as regras jurídicas e fiscais aplicáveis. E sim, têm de manter a sua contabilidade organizada, de acordo com o sistema de normalização contabilística, e apresentar as suas declarações fiscais anualmente, como qualquer outra empresa.

        Estes aparentes benefícios vêm com um preço elevado. Para além de questões de reputação, as empresas que operem através de offshores ou paraísos fiscais confrontam-se hoje em dia com imensas dificuldades do ponto de vista operacional, desde dificuldades em abrir contas bancárias ou em processar pagamentos até ao acionar automático de mecanismos anti-abuso por parte das autoridades fiscais dos outros países com os quais inevitavelmente se envolvem.

        Não é de admirar, portanto, que as empresas que pretendam otimizar legitimamente as suas operações internacionais do ponto de vista fiscal (o que constitui um direito de qualquer contribuinte, e uma boa prática de gestão financeira) optem cada vez mais por jurisdições regulamentadas, transparentes e fiscalmente competitivas (como é o caso da Madeira e de Malta…).

        Comentários desativados em 3 atributos dos paraísos fiscais (que Madeira e Malta não têm)

        Follow

        Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

        Join other followers:

        Siga-nos nas redes sociais:
        Copyright 2013 NEWCO